Vagrant - Introdução e Instalação

O Vagrant é uma ferramenta que permite a criação de máquinas virtuais(VM’s) rapidamente para o ambiente de desenvolvimento, testes ou ambientes virtuais como AWS ou Digital Ocean.”
Executamos o Vagrant em conjunto com o Virtualbox ou VMWare. Você consegue usar o Vagrant para provisionamento do servidor. Você define tudo o que o servidor precisa(Programas, Banco de Dados, Libs, Configurações, etc) e pode até disponibilizar essa configuração junto ao seu projeto. Assim, qualquer pessoa que clonar seu projeto, consegue levantar um servidor com as mesmas configurações, sem erro.
É muito mais rápido possuir uma Box com tudo pronto e só subir com um comando.
Usar o Vagrant pode mudar um pouco o seu fluxo de trabalho, mas acho que a principal diferença é o fato de subirmos a máquina virtual pelo terminal/cmd e, depois, conectarmos na mesma por ssh e, a partir de então, usar o terminal da VM, porém nada que assuste.

Algumas terminologias importantes

Box - É um pacote que contém a base da sua VM. Basicamente é uma imagem do S.O. Se você não sabe o que é uma imagem é como se fosse um clone do seu Sistema Operacional que pode ser executado pra subir exatamente a mesma configuração em outro computador. :)

Vagrantfile - arquivo que contém as definições para executar a Box. Como serviços que serão executados, arquivos compartilhados, programas que serão instalados, etc.

Guest - É a máquina que foi levantada. Em meios menos técnicos é sua VM.

Provider - O Software de virtualização(Virtualbox ou VMWare).

Provisioner - É o software que vai configurar a máquina na hora em que você ligar ela pela primeira vez e ele também vai verificar se está tudo OK quando iniciar ela de novo. As opções mais comuns são: Shell Script, Puppet e Chef.

Instalação

Para esse tutorial vamos usar o Virtualbox.

  1. Baixe o Virtualbox.

  2. Com o VBox instalado, acesse o site do Vagrant e instale.
    OBS: Se você usa Windows vai precisar seguir esse tutorial para importar a chave SSH.

  3. Tudo instalado, mãos a obra. Agora é só ler a segunda parte desse tutorial

Referências:

http://simplesideias.com.br/usando-o-vagrant-como-ambiente-de-desenvolvimento-no-windows

http://www.erikaheidi.com/blog/vagrant-101-montando-seu-ambiente-de-desenvolvimento-portatil

http://www.akitaonrails.com/2013/10/25/iniciante-criando-um-ambiente-de-desenvolvimento-com-vagrant-e-chef-solo#.U-_1H_ldX2M