William Oliveira

Carreira em programação, JavaScript, Nodejs, Performance Web, Git, GitHub, Linux, Open Source, mas também coisas realmente importantes como inclusão e diversidade - Vim da periferia pro mundo

Comandos mais utilizados no Docker

Um post rapidinho com os comandos mais utilizados do Docker para não esquecer e consultar facilmente. :D

Se você não viu a primeira parte dessa sequência, clique aqui.

E a segunda parte, aqui

Como eu sei quais as imagens disponíveis no meu repositório local?

Utilize o comando images para listar:

docker images

Será apresentado uma tabela no seu Terminal com:

Como adicionar imagens locais?

Utilize o comando search para procurar a imagem e o comando pull para baixar:

docker search ubuntu

Encontrado a imagem correta, utilize pull com o nome dessa imagem:

docker pull ubuntu

Como remover imagens locais?

Localize o ID ou nome do repositório com o comando docker images.

Com o id ou o nome do repositório em mãos, utilize o comando rmi para excluir as imagens.

docker rmi ID_ou_nome_da_imagem

Criar um container

Para executar um container utilize o comando run com o nome da imagem que vá utilizar para a criação:

docker run nome_da_imagem

Criar um container e entrar no Terminal

Conseguimos criar um container e já entrar nesse container com o comando -it:

docker run -it ubuntu /bin/bash

Vai subir um container com o Ubuntu e entrar no Bash.

O -i significa interatividade e o -t que queremos um link com o Terminal do container.

Criar um container com um apelido

Você pode colocar apelidos nos containers para facilitar sua organização passando por parâmetro o --name para o comando docker run:

docker run --name ubuntinho ubuntu

Perceba que logo depois do parâmetro --name vem o nome que deseja e o nome da imagem que vai ser utilizada para gerar o container.

Nesse caso a imagem ubuntu e o alias ubuntinho.

Verificar o estado ou encontrar o ID de um container

Você consegue uma lista dos containers ativos com o comando ps:

docker ps

Vai aparecer uma tabela com

O ps só vai mostrar os containers que estão em atividade, para verificar todos os containers criados, incluindo os que estiverem parados, utilize o ps -a:

docker ps -a

Para pegar apenas o ID do container do topo da tabela, utilize o comando ps -qa

Remover um container

Remover um container seria o mesmo que desligar a máquina virtual.

Utilize o comando rm para remover o container com o ID que você pode pegar com o docker ps ou o apelido que você escolheu:

docker rm id_ou_apelido

Outras informações úteis que o Docker pode nos passar sobre o container

Informações de uso de Hardware do container:

docker stats id_ou_apelido

Veremos informações como:

docker inspect id_ou_apelido

Esse comando trás muita informação útil, então é bom dar uma olhada na documentação oficial para não se perder pelas linhas!

Commitar alterações em uma imagem

As alterações que você faz em um container, durante sua execução, não são salvas, a menos que você gere uma nova imagem com base nesse container.

Para commitar o que você fez em uma imagem, utilize o comando commit:

docker commit ID/apelido nome_da_nova_imagem

Ele vai gerar uma nova imagem a partir desse commit.

Mapeando uma porta para o container

Usamos o comando -p:

docker run -it -p 8080:80 ubuntu

Bem útil para listar uma porta para um servidor web:

docker run -it -p 8080:80 nginx

Estamos informando que a porta 8080 no Host é aberta e deve ser mapeada na porta 80 do container.

Montar containers auto destrutivos

Usando o comando --rm, podemos montar containers que se destroem ao sairmos da sessão.

Exemplo utilizando o NGINX.

docker run -it --rm -p 8080:80 nginx /bin/bash

Ao usar um exit para sair do Terminal do SO rodando no container, o mesmo será removido.

Executando containers em segundo plano

Podemos executar o container e deixar ele em segundo plano, sem precisar ficar conectado pelo Shell, com o comando -d.

Exemplo utilizando o NGINX.

docker run -d -p 8080:80 nginx /usr/sbin/nginx -g

Para controlar esse container usamos os comandos stop e start:

docker stop id_ou_apelido

Para parar e:

docker start id_ou_apelido

Para ativar o container.

Removendo todos os containers e imagens de uma só vez

Usamos um pouquinho de Shell Script e conseguimos automatizar o processo de remoção de todos os containers ativos com:

docker rm $(docker ps -qa)

Para entender o que o $(docker ps -qa) está fazendo, execute somente esse comando no Terminal e veja o retorno.

$(docker ps -qa)

Para imagens

docker rmi $(docker images -q)

Como executar comandos, sem precisar estar dentro do container?

Para não precisar acessar um container para executar comandos basicos, podemos usar o exec:

docker exec -it id_ou_apelido comando

Ex.:

docker exec -it ubuntinho ifconfig eth0

Vai retornar o endereço de IP do container.

Esses são os comandos mais básicos para sobreviver os primeiros dias com o Docker, depois vai ficar fixado na cabeça e é só alegria.

Nos próximos artigos vou falar sobre como utilizar o Dockerfile para automatizar a criação de containers e como criar sua própria imagem com as suas configurações.

Não perca.

Gostou? Comenta aqui em baixo.

Acha que da para incrementar com mais comandos legais?

Abre uma issue, comenta aqui em baixo ou adiciona direto no Blog pra mim!

Espalhe a palavra.

Espalhe a palavra!

Compartilhe este artigo nas redes sociais clicando nos ícones.

Deixe um comentário