Curte meus artigos? Me apoie no Catarse. :pray:

Por onde começar para aprender e trabalhar com programação

Por onde começar para aprender e trabalhar com programação é uma pergunta clássica. Neste artigo temos um caminho das pedras do que fazer, para onde ir, o que estudar e como ir além.

Existem conselhos que damos para pessoas, focando na carreira delas, em redes sociais, fóruns e outros canais de comunicação. O meu blog é um local onde escrevo os conselhos que já dei para as pessoas que eu mentoro de uma maneira que outras pessoas também possam aproveitar essas dicas.

Uma pergunta padrão quando nos colocamos a disposição para ajudar as pessoas é: por onde começar para aprender e trabalhar com programação?

Este artigo é uma lista dos conselhos que já dei para as pessoas em uma ordem de leitura. Meu conselho é que você deixe este texto aberto e vá clicando em cada link com a opção de abrir em uma nova aba. Leia o artigo que você abrir nessa nova aba do começo ao fim, pense sobre o que eu falei no artigo e, de preferência, busque meios práticos para executar o que eu falei. Tem artigos práticos e outros que são conselhos, tente absorver o máximo deles.

Na nossa trilha, vamos passar por preparação, estudos, carreira e “indo além”. Vamos lá!

Imagem de plantas nascendo

Preparação

Antes de tudo você precisa ter em sua mente que você vai precisar estudar muito para se tornar um bom programador ou boa programadora. Mas não precisa aprender tudo de uma só vez.

Veja este artigo, que é uma maneira de você estruturar seus estudos para conquistar os objetivos rapidamente sem perder o controle: como alcançar os objetivos nos estudos.

Também é necessário aprender a praticar mais do que só ler/ver conteúdo e tomar cuidado para não cair na paralisia por análise. Para isso, leia este artigo aqui: pare de procurar conteúdo e comece a praticar! Você pode estar bloqueado(a) pela paralisia por análise.

Sua ansiedade pode crescer bastante quando ver o tanto de coisa que precisa aprender, por isso aprenda a controlar isso: diário de bordo: controlando a ansiedade, revisando atitudes e melhorando o auto conhecimento.

Se você se acha uma pessoa muito velha para a área de programação, então dê uma olhada aqui: empresas que contratam pessoas desenvolvedoras de software acima dos 40 anos.

Estudos

Temos uma lista imensa de conteúdo em computação para aprender. Se você faz uma faculdade, este caminho já está planejado, mas se você é autodidata vai precisar estruturar isso de um modo que seu conhecimento teórico não fique para trás. Por isso vem com este texto e descubra o que precisará aprender: os caminhos da Engenharia de Software: o que estudar.

Falando em faculdade, um ponto que incomoda uma grande parcela da comunidade de programação é se devemos ou não fazer uma faculdade. Este vídeo pode te ajudar a tomar uma decisão: vale a pena fazer faculdade de programação?.

No meio desse monte de conteúdo que vamos aprender, podemos focar em alguns pontos que irão nos diferenciar na hora da contratação, então confira esse texto: como ser o programador júnior que toda empresa quer contratar.

Se você quiser, existe um curso bem legal que ensina programação do zero ao fullstack, com certificado e muito renomado no mercado, o freeCodeCamp: aprender programação do iniciante ao avançado com um curso focado no mercado de trabalho.

Eu também estou produzindo um conteúdo do zero, mas com o objetivo de consolidar aquilo que eu já ensinei para as pessoas pessoalmente: curso do zero ao fullstack com JavaScript.

Carreira

Vamos precisar organizar a nossa carreira. Não adianta começar a estudar e só estudar. Precisamos ter um plano de sequência nos estudos, um crescimento e enfim ir atrás de emprego, mas existem pontos importantes a se pensar. Por isso, leia este texto: criando nosso plano de carreira e assumindo o controle do nosso futuro profissional.

Depois você pode realmente criar o seu plano em uma ferramenta que pode nos ajudar a seguir isso à risca, o Trello: criando nosso plano de carreira no Trello.

Em algum momento da sua carreira você vai se deparar com a questão “qual área é mais difícil front, back ou mobile?” Então confira este artigo pode desmistificar essas especializações: a diferença entre frontend, backend e mobile. E você também pode cair com o problema de “fullstack não existe”, então confira o vídeo: fullstack é um pato ou um mito?.

Em conjunto com o Luiz Felipe Limeira e o Lucas Santos, fizemos uma pesquisa e um consolidado sobre salário de pessoas desenvolvedoras de software, algo que você precisa saber para não cair em uma cilada financeira: qual o salário de um(a) programador(a)?.

Talvez você irá gostar de ouvir algumas dicas de outras pessoas, além de mim, falando sobre carreira em programação, assim o que eu falo não fica somente em minhas palavras, mas se confirmam com mais opiniões: dicas para o começo de carreira via Hipsters.tech.

Indo além

Existem livros que todo programador iniciante deveria ler para se dar bem na carreira, então confira a lista aqui: livros para iniciantes em programação.

Depois que você já estiver trabalhando na área e estiver precisando de ajuda para ir além, dê uma olhada nessa lista de livros para pessoas que trabalham com programação em nível intermediário para frente: livros que todo desenvolvedor de software deveria ler.

Quando você se sentir confortável, retribua o trabalho das pessoas que te ajudam em foruns, artigos, vídeos e mais, devolva para as comunidades, e se você se achar iniciante demais para contribuir com open source, leia este texto: contribuindo com open source mesmo sendo iniciante.

Algumas pessoas também aceitam doações para manter seu conteúdo. Eu também entrei neste modelo de financiamento coletivo para ir além e começar a dar aulas para pessoas que precisam um pouco mais, as pessoas da periferia brasileira. Se você gosta do meu conteúdo e quer me ajudar a ir mais longe, me apoie no Catarse: apoiar.

Conclusão

Daqui para frente é contigo. Pegue esse compilado, estude e vá para cima da área de programação! Muitas vezes você vai entrar em crise e pensar em desistir e, nesses momentos, lembre-se que por mais difícil que pareça, não é impossível. Você vai conseguir e, se tiver algum medo, pode contar com as pessoas das comunidades.

Foto de capa por Christian Joudrey no Unsplash.

Categorias:

Espalhe a palavra!

Compartilhe este artigo nas redes sociais clicando nos ícones.

Deixe um comentário